SABORLATINO
Convite à Dança e Música
29 de Junho de 2007

Procuro-me em pungente fila indiana

Do tamanho das Montanhas Rochosas.

Vivo sempre numa zona raiana

Entre a esperança e horas dolorosas.

 

Sigo nos Andes em voo de condor

Em febril obsessão de me encontrar.

De vez em quando aparece uma flor

Para, no instante seguinte, murchar.

  

Um Índio entende a minha ansiedade

Porque ele busca a sua identidade

Na profundidade da Cordilheira.

  

Sentamo-nos numa íngreme ladeira.

Recordar o passado é suave e duro!

Procuramo-nos no céu do futuro

 

 

Augusto lemos

publicado por maripossa às 22:54 link do post
sinto-me:
tags:
27 de Junho de 2007

Hoje é o dia nacional da fruta, ela que nos dá as vitaminas necessárias as necessidades alimentares, podem dizer alguns como é temos um dia da fruta!..pois foi isso que ouvi hoje quando liguei o rádio de manhã não é que havia uma exposição sobre a fruta, no Porto patrocinado por uma impressa de sumos.

Pois seja, mas que a mesma tem grandes valores nutricionais é uma verdade, ainda me lembro de quando subia a árvores para a apanhar, quando suas cores eram lindas aos olhos das crianças.

Pois estou de acordo quando temos um dia Nacional da Fruta sempre será melhor, do que ter um dia, de políticos em campanha a dizer asneiras prometer e faltar, para isso é que não deve haver dia nenhum, mas devem os mesmos dar condições as pessoas para comer a fruta, pois como ela esta cara, não sei se um dia, com tudo a encolher vamos ter dinheiro para a Fruta, para o pão educação e sobretudo dar aos idosos o que eles tem direito, depois de tantos anos a trabalhar.

Mas como é o dia da fruta disso se trata, vamos comer a que se poder, comer maçãs faz bem é médico em casa e vegetais, já agora pois como hoje é o Dia Internacional dos Diabetes á que olhar pelos mesmos.

maripossa

publicado por maripossa às 22:06 link do post
tags:
25 de Junho de 2007

O dia era cinzento,como o de hoje.Ou a cor da alma.Chovia.Apetece a casa: aconchego para cá de portas,uma luz de fogo morno e os braços de um sofá.

As árvores ardem de vento.E aguardam como ontem.Ou amanhã.Sabiam que virias.De resto,só elas te viram partir. As ruasasão agitadas.

As vozes falam do tempo,trazem memórias ou deixan-se calar; porque o silêncio absorbe o vento e o olhar e os dias cinzentos como  o de hoje.

De certeza olhaste para trás.À procura ou ao encontro de um abrigo terno: recanto mais quente que um afago bom,ou de um sorriso perdido como tu.Virá outro sol rasgando as nuvens distantes como as que vês.Será que as distingues ou não serão mais do que um tapete frio a onde não dormes?

E que faço com o teu olhar: meigo e grande e carente de uma relva fofa e tão dourado como macio tecido de lã?Que faço com as palavras e os gestos e nada mais do que isso?

Dou-te um nome.Um colo.Um dia feliz.Mas quero ver-te partir.Amanhã,estou aqui.

Como as árvores.

Pequeno texto do livro Benedita Stingl

publicado por maripossa às 23:22 link do post
sinto-me:
tags:
21 de Junho de 2007

Com o tempo o lago mudou

E a brisa estremece

Não sei se penso em tudo

Ou se tudo me esquece

O lago nada me diz

Não sinto a brisa mexer

Não sei se sou feliz

Ou se desejo ser

Trêmulos vincos risonhos

Na água adormecida

Por que fiz eu dos sonhos

A minha única vida...


saborlatino

publicado por maripossa às 00:31 link do post
sinto-me:
tags:
19 de Junho de 2007

Hoje tenho de colocar algo, que faz lembrar as amizades, faz um mês tinha em minha casa a minha amiga Chicahilhéu” fize-mos amizade pela net, não sei como certas pessoas dizem que não pode haver amizades assim!.. Pode, e sei do que falo, tenho feito alguns, e muitos e bons felizmente, pois sempre haverá amigos em muitos lados e muito deles bons.

Chica ainda te lembras o pouquinho tempo que estivemos aqui em Fafe, o pequeno passeio, o café o jantar bem como a ida á Figueira da Foz ao encontro do nosso amigo Filipe da Praia da Claridade, como foi lindo quando aqui vieres, com mais tempo, vai ser bom falar de nós e das nossas coisas.

Chica neste dia felicidades para ti, e te põe boa para o futuro e aqui vai esta Rosa de amizade

 

saborlatino

 

 

 

 

 

publicado por maripossa às 23:30 link do post
sinto-me:
tags:
19 de Junho de 2007

 

Se todos nós algum dia,tivermos a coragem de dar as mãos em torno dos problemas,que atacam a sociedades modernas!..Então sim, temos fé esperança para um dia seja ele proximo ou tarde,da partida ir deste terreno tranquilo,e dizer vou feliz porque deixei algo de bom neste espaço.

Sejam felizes,não penssem só em vós a vida é linda merece ser vivida em todo o seu explendor.

 

saborlatino

publicado por maripossa às 18:29 link do post
sinto-me:
18 de Junho de 2007

 

 

Amiga Chica adorei este pequeno miminho que me enviaste,pois ele tem grande sentido,pois sós assim podemos crescer e ser felizes

publicado por maripossa às 23:23 link do post
sinto-me:
tags:
15 de Junho de 2007

Cesária Évora (Mindelo, 27 de agosto de 1941) é uma cantora cabo-verdiana, apelidada de a rainha da morna.

Também conhecida como «a diva dos pés descalços», que é como se apresenta nos palcos, em solidariedade aos «sem-teto» e às mulheres e crianças pobres de seu país.

À morna, um gênero musical profundo em sentimentos e aparentado ao fado português, cantado em crioulo cabo-verdiano, ela adicionou toques sentimentais com sons acústicos de violão, cavaquinho, violino, acordeon e clarineta. Também várias vezes a ouvimos cantar fado, o qual foi, literalmente conquistado, por esta voz tropical.

O blues cabo-verdiano de Cesária Évora tem como tema a longa e amarga história de isolamento do seu país e do grande comércio de escravos, assim como da saudade e da emigração - o número de cabo-verdianos morando no exterior é maior do que a população total do país.

A voz de Cesária Évora, acompanhada de instrumentos que lhe dão um toque de melancolia, ressalta a emoção, que caracteriza a interpretação. Mesmo platéias que não entendem o idioma, interagem com emoção nas apresentações. Fez vários duetos com Marisa Monte.

Em 2004 conquistou um prêmio Grammy de melhor álbum de world music contemporânea.

Em 2007, o presidente francês Jacques Chirac distinguiu-a com a medalha da Legião de Honra de França.

 

Fonte wikipédia

Foto tirada da net


publicado por maripossa às 18:46 link do post
sinto-me:
tags:
13 de Junho de 2007

António Joaquim Rodrigues Ribeiro, conhecido por António Variações (3 de Dezembro de 1944 - 13 de Junho de 1984), foi um cantor e compositor português dos anos 80.

Variação nasceu em Lugar de Pilar, uma pequena aldeia da freguesia de Fiscal no município de Amares.

Cedo procurou a sua independência e foi aí que com 12 anos partiu para Lisboa, onde trabalhou como escriturário, e depois de cumprir o serviço militar em Angola partiu para o estrangeiro: Londres, primeiro, e Amesterdão, depois, onde descobriu um novo mundo, querendo trazer para Portugal uma nova maneira de viver; enriquecido pelas novas experiências vividas, juntamente com um Portugal modesto, essa maneira não foi muito bem vista aos olhos dos portugueses.Foi nesta última cidade que aprendeu profissão de barbeiro que foi exercer em Lisboa para onde tinha, entretanto, voltado.

Em 1981, sem ter até aí editado qualquer música, participa no programa de televisão de Júlio Isidro, O Passeio dos Alegres. A sua música e o seu estilo próprio e inconfundível fizeram com que depressa alcançasse uma fama razoável.

Edita o primeiro single com o tema Povo que lavas no rio de Amália, sua maior referência; logo de seguida lança o seu primeiro LP, Anjo da Guarda com dez faixas, todas de sua autoria, onde se destacaram os êxitos É pára amanhã e O corpo é que paga. Em 1984 lança o seu segundo trabalho, intitulado Dar e receber. Quando "Dar E Receber " é editado, já António Variações se encontra internado no Hospital Pulido Valente devido a um problema brônquico-asmático. É já no hospital que ouvirá pela primeira vez na rádio as músicas de promoção do disco. É nesse mesmo ano que morre, a 13 de Junho, vítima de uma broncopneumonia, provavelmente causada pela SIDA, especula-se que terá sido a primeira figura pública portuguesa a morrer vítima desta doença.

O seu último concerto foi dado a 22 de Abril de 1984 em Viatodos, aldeia do concelho de Barcelos, num espectáculo do programa das festas da Isabelinha.

Vinte anos após a sua morte, em Dezembro de 2004, é lançado um álbum em sua homenagem, com canções da sua autoria que nunca tinham sido editadas; sete conhecidos músicos portugueses formaram a banda Humanos, e gravaram 12 músicas seleccionadas de um conjunto de cassetes "perdidas" no património de Variações administrado pelo irmão, Jaime Ribeiro.

Nesta data de sua morte ainda hoje se ouve de bom grado as suas cançoes, como se perdeu um bom compositor de música, como ele era um homem um excêntrico morreu no dia de Santo António,como as suas musicas eram um pouco alegres aqui estará a razão 

 

Fonte Wikipédia

publicado por maripossa às 19:21 link do post
sinto-me:
12 de Junho de 2007

Este desafio de fazer uma quadra popular em homenagem a Santo António de Lisboa foi lançado pelo Blog

Simplesmentemanuela.blogs.post.com para uma quadra popular sobre o Santo António de Lisboa, então cá vai algumas

 

 

Vale a pena ser discreta

Pois a noite é toda nossa

Junto aos pés de Santo António

Disses-te eu ser uma rosa

 

 

Nesta noite de folia

Santo António eu vou dançar

Pois se me deres essa Honra

Prometo com ele casar

 

 

Santo António casamenteiro

Percorres Lisboa inteira

Agarras as moças todas

Nenhuma fica solteira

 

 

Levas chinelas calçadas

Que barulho fazem no chão

Em noite de santo António

Só te ouço o coração

 

 saborlatino/Lisa

Foto tirada da net/sendo de algém será retirada

publicado por maripossa às 21:45 link do post
sinto-me: Em Noite de Santo Antonio
Junho 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
11
14
16
17
20
22
23
24
26
28
30
subscrever feeds
Posts mais comentados
32 comentários
23 comentários
22 comentários
20 comentários
16 comentários
15 comentários
15 comentários
14 comentários
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
tags

actores

actores ivone silva

agradecimento_nomeação

amália

amigas

amigos

amigo_música_verdade

amizade

amor e dança

aniversário

aniversario

aniversário_27_01_2009- dois anos

aprender dançar

artistas portugueses

bailarinos

banda desenhada

bolero_da_nossa_vida

bombeiros

canções da nossa vida

cantores

cantores franceses

cantores italianos

cantores latinos

cantores portugueses

cantores-italianos

cantores_brasileiros

carlos paredes-verdes anos

carnaval 2008

cinema_da_nossa vida

circo

compositor

conselhos

contos de natal

conversas

criança

dança

dança e saúde

dança flamenco

dança latina

dança merengue

dança no gelo

dança passo doble

dança quicksetep

dança salsa

dança-roda-de-casino

dança-soltinho

dançar

dançar_tango_aprender

danças africanas

danças tradicionais

dança_fim semana

dança_fim_de_semana

dança_latinas

dança_latinas_desporto

dança_musical_paixão

dança_praça

dança_programa_tv

dança_recordação_amizade

dança_salsa_beleza_movimento

dança_samba

dança_slow fox

dança_tango

dança_tango_paixão

datas

datas comemorativas

datas trágicas

dia mundial da dança

elvis presley_data de sua morte

esclarecer

escritores portuguêses

fábula

factos da vida

fado

filmes da minha vida

frase da noite

frases

frases de vida

instrumentos musicais

meus poemas

mulheres famosas

música

musica

música brasileira

música latina

música portuguesa

músicas_da_vida

musica_da_ vida

música_italiana

músicos internacionais

natal 2007

passagens da vida

pensamentos

poemas

poemas_meus

poesia brasileira

poesia diversa

poesia portuguesa

prossa

rios

tango

todas as tags

últ. comentários
Olá,adorei o video e a sua descrição! mas eu queri...
Ola boa tarde Nuno..... Também foi com surpresa qu...
Olá, Lisa!Não estejas preocupada, amiga...eu enten...
Amiga Tina. Como se diz mais vale tarde que nunca?...
Ola querida amiga. Desculpa de só agora responder....
Boa noite Nuno Guimarães. Fiquei surpreendida com ...
Aprecio muito a música do saudoso Tony de Matos e ...
Boa tarde,Foi com surpresa que li o texto sobre o ...
Olá Lisa!Lindo este poema que trouxeste sobre bail...
Amiga LILisa AMEI O POEMA
blogs SAPO